Clínica de Cirurgia Plástica

Agende uma Consulta

    Bichectomia

    A Bichectomia nada mais é que um procedimento cirúrgico que reduz o tamanho das bochechas e deixa o rosto com um aspecto mais fino. Essas bolsas de gordura estão presentes na região da bochecha e quando aumentadas podem alterar o formato do rosto, deixando-o arredondado.

    É um procedimento relativamente simples, com baixo risco de complicações. Muitas mulheres têm recorrido da bichectomia nos últimos tempos para ficarem mais belas. Geralmente realizada por cirurgiões plásticos bichectomia e nada mais que a retirada das bolas de bichat. A cirurgia dura de 40 minutos a 1 hora.

    Se prepare para a cirurgia, converse antes com seu médico a respeito dos seus desejos e anseios. Esta é a melhor forma para o sucesso da cirurgia.

    Bichectomia em Santos

    Bichectomia em Santos

    Recomendações

    Perguntas mais comuns quanto a esta cirurgia:

    Pessoas que buscam uma cirurgia plástica para reduzir o tamanho e volume das bochechas, seja por baixa auto estima e insegurança com a aparência do rosto; “Traços” do rosto muito grosseiros e falta de harmonia no rosto; Rosto muito grande ao sorrir; Falta de definição da linha da mandíbula e pescoço; Excesso de “papadas” no rosto e pescoço; entre outros.

    Geralmente, a maior parte das cirurgias plásticas estéticas no rosto, poderá ser feita assim que houver o crescimento completo da face. Sendo assim, a cirurgia pode ser feita já na adolescência, desde que haja consentimento por escrito dos responsáveis pelo paciente.

    Na minha clínica de cirurgia plástica, a maioria dos pacientes possuem entre 20-40 anos.

    Nos casos em que a assimetria do rosto é causada por diferenças na quantidade da gordura de Bichat, a cirurgia de bichectomia pode ATENUAR a assimetria. Infelizmente, na maioria dos casos, as assimetrias do rosto não costumam ser causadas apenas pela gordura de Bichat, havendo alteração óssea e dos demais tecidos moles do rosto.
    O fundamental é que isso seja avaliado pelo cirurgião plástico para que não se criem expectativas frustradas para quem busca um rosto mais simétrico.

    A bichectomia funcional costuma ser feita em pacientes que com muito volume na região da bola de Bichat, os quais, em função disso, acabam mordendo muito as bochechas.

    A lesão repetida da parte interna da bochecha, pode causar uma proliferação de bactérias que podem causar mau hálito e doenças da cavidade oral e gengiva. Nesses pacientes, pode haver inclusive formação de caseos amigdalianos (bolinhas brancas que ficam coladas na garganta gerando mau hálito).

    Essa cirugia plástica é bastante procurada por pessoas que emagrecem “tudo o que podem” e continuam com as bochechas grandes. Ocorre que a gordura de Bichat é a última gordura do organismo a ser absorvida, em casos de perda de peso, ou seja, você pode perder peso (chegando a ficar com o aspecto feio) e as bochechas continuarão volumosas.
    A tendência das bochechas de crescerem quando ocorre ganho de peso, diminui muito com o procedimento. Entretanto, em casos de grandes ganhos ponderais, elas podem aumentar de tamanho novamente.

    A gordura de Bichat não tem função estrutural ou de sustentação, pois é um tecido muito mole, sendo diferente dos demais compartimentos de gordura do rosto, cuja absorção causa o envelhecimento do rosto.
    O fundamental é que o seu rosto seja avaliado de maneira completa, por um cirurgião plástico especialista em face da sua confiança. O que pode ocorrer, é que você perceba outras partes do seu rosto mais envelhecidas, mas que não têm relação com a cirurgia.

    O procedimento não altera de maneira alguma a qualidade ou textura da pele, pois a bola de Bichat é bastante profunda. Ocorre com o tempo, uma acomodação dos tecidos, sem qualquer mudança na qualidade da pele das bochechas.

    A bola de Bichat tem a função de facilitar a amamentação nos recém-nascidos, tornando suas bochechas bastante redondas e volumosas.
    Nessa fase, ela tem função em auxiliar na amamentação, evitando que as bochechas colaborem enquanto o nenê suga o leite materno, além de proteger os ramos bucais do nervo facial.
    Após a infância, a Gordura de Bichat não tem mais função fisiológica, podendo ser retirada sem problemas.

    Atividade físicas leves como caminhadas podem ser retomadas após duas semanas. Academia, exercícios de contato, ou mais intensos, são liberados após 3-4 semanas de acordo com a evolução de cada paciente.
    Não. A redução das bochechas pode inclusive trazer uma melhora funcional, para quem está sempre “mordendo as bochechas” em função do aumento da Gordura de Bichat.